1930 - OS ÓRFÃOS DA REVOLUÇÃO


Queremos passar para vocês impressões sobre o livro de Domingos Meirelles, que dá título ao primeiro artigo do blog.
Editado pela Record, trata-se de um maçudo volume com 764 páginas. Que não assustam, porque escritas numa linguagem bastante agradável, e numa seqüência bem amarrada.
A contracapa proclama pretensão de rigor: "A maioria das histórias que povoam este livro - assina o editor - jamais foi contada".
Até a próxima página.
- Ilustração: Vargas em Itararé, instantâneo de Claro Gustavo Jansson.

2 comentários:

Harley disse...

Esse blog é singular, diferenciado intelectualmente instigante. É uma pérola a ser usufruída sem moderação.

LEIA SILAS Literatura Contemporânea disse...

Bom blogue. Gostei.]
Sempre haverá Itararé